10 de julho de 2010

Angústia
















Aperta o peito e salobra a boca, inquieta a alma e enrijece os nervos, vem sorrateira e silenciosa, mas grita e geme por dentro. Ela toma conta dos meus sentidos, dissolvendo minha fé em pó num liquido agridoce que escorre dos meus olhos enquanto penso numa saída. Há saída?


Na minha angústia clamei ao Senhor; e o Senhor me respondeu. O Senhor está comigo, não temerei. O que me podem fazer os homens? (Salmos 118:5-6)

1 comentários:

A.Line ~ disse...

Uau!

Postar um comentário

Metendo o bedelho onde foi chamado.