4 de janeiro de 2009

Ano novo, vida nova?

Ando a procura de novidade, quero viver, quero sonhar, "eu quero a sorte de um amor tranquilo" já dizia o poeta Cazuza! Mas não quero isso sozinha, há uma multidão de gente querendo o mesmo que eu por aí... Fazemos nossas preces todo fim de ano, lamentamos as perdas, decepções, dissabores e desejamos ardentemente viver dias melhores no ano que se inicia. Agora, o que há em mim para ser agraciada com essas bençãos, se elas são almejadas por tantos mais afora? Sim, eu tenho um diferencial, eu continuo acreditando, eu continuo sonhando, eu sigo em frente na certeza de que a espera não pode matar a esperança!

1 comentários:

Thales Estefani disse...

Olá Tukaaaaa!
Vixi, eu tava sumido né? Me desculpa viu, mas fim de ano é apertado, e depois de largar a faculdade, tive q fazer outro vestiba né, to esperando o resultado, quem sabe num divido a mesma área com vc. Mas essa história de desejar o melhor pro próximo ano é muito curioso mesmo! Todo mundo sempre quer a felicidade, mas como diria um personagem meu: Não existe tanta felicidade pra tanta gente assim!
É complikdo se pararmos pra pensar, algum problema há de haver e temos q estar preparados. Acho q o diferencial é esse mesmo, sermos otimistas, pensarmos positivos e ter fé em Deus e na nossa força. Assim sempre vamos tirar alguma lição e vamos crescer! Q vc possa crescer muito nesse ano minha amiga blogueira, é um desejo do coração.
:*

Postar um comentário

Metendo o bedelho onde foi chamado.