7 de novembro de 2010

Decepção...!

Ao longo da vida colecionamos encontros, chegadas, beijos, abraços, despedidas, desencontros, partidas.

Até aí tranqüilo. Por que parece que já viemos para esse mundo programados para conviver com esses percalços da vida.

Mas não há nenhum manual que nos ensine a passar pela decepção. Ela vem com tudo e destrói nossas melhores lembranças, as fotografias tornam-se mentirosas, falsas, fantasiosas, uma arte à La Picasso que somos incapazes de compreender.

Decepção dói, mas já sei que não mata, por que da ultima que sofri já se passaram três dias e cá estou, escrevendo lamurias de um fim, lamentando a perda de um pouco de mim.



1 comentários:

Thales Estefani disse...

Oi!
Nossa, quanto tempo einh! Como vc tá?

Resolvi comentar pra dividir algo que talvez faça sentido pra mim, mas num sei se faz sentido pra vc: perdi muito de mim nos últimos anos, pedaços sem os quais quase não sou o que eu era. Mas, outros pedaços se agregaram a mim. Acho que encontros e partidas e mesmo a decepção é quase certeza da vida. Mas, a gente fica bem se estiver disposto a aceitar o troca-troca dos pedacinhos.

Beijo.

Postar um comentário

Metendo o bedelho onde foi chamado.