3 de novembro de 2009

Era tão lindo...

Nasci no ano de 1982. “Sobrevivi ao parto prematuro e os médicos diziam que eu não teria futuro”. Tive uma infância muito rica, não no sentido econômico da palavra, mas numa perspectiva de experiências vividas. Tive tudo que eu sempre quis. Os brinquedos, a liberdade, a imaginação além do normal que me fazia cometer verdadeiras loucuras inocentes. Acredito mesmo que Deus protege os bêbados, os idosos e as crianças, por que realmente, se não fosse isso, eu nem estaria aqui contando essa historia. Subia arvores, escalava telhados, entrava em riachos dentro de um recipiente de isopor, fazia “ralis” de bicicleta mata à dentro, peguei carreira de tarado pelado, apanhei muito dos meus pais por conta dessas “artes”. Eu achava que era imortal, talvez pela “má” influencia de meu irmão, o garoto mais maluquinho que eu já vi na vida. Quem o vê hoje não imagina o quão pentelho ele já foi. Nem vou contar a historia dele agora, senão vai dar páginas e páginas.
Uma das mais doces lembranças de minha infância pode parecer sem sentido, mas era acordar bem cedinho para ver a tela da TV ainda fora do ar, com aquelas listrinhas coloridas, esperando a MANCHETE entrar no ar... Aquela musiquinha não me sai da cabeça.

Depois de ouvir a musiquinha, eu trocava logo pra Globo. O sofá ficava distante da TV, por isso eu sentava no chão, quase colada na tela pra que? Pra esperar a Xuxa chegar!
Mas não só ela, a TURMA DA XUXA era a minha turma. Adorava o praga, o dengue, as PAQUITAS! Elas ao mesmo tempo em que me encantavam, pelo sonho de um dia chegar perto da Xuxa, me enciumavam, pela certeza de que isso nunca aconteceria. Era engraçado! Mas eu as amava, e imitava sempre.
Quando enfim aquela nave surgia na tela meu coração já batia a mil. Não sei explicar que espécie de feitiço tinha tudo aquilo sobre mim, só sei que meu irmão, pentelho que era, me tirava do serio falando besteiras pra me irritar. Eu esperneava, batia nele, mordia, tudo pela Xuxa!
Com ela chegavam outros ídolos: TREM DA ALEGRIA era meu grupo favorito. Eu cantava e dançava todas as suas musicas. Os desenhos me prendiam a manhã toda: HE-MAN, CAVERNA DO DRAGÃO, OS SMURFS E THUNDERCATS eram os meus preferidos. Eu poderia escrever um livro, mas por hora é só isso que eu tenho a dizer.

Era tão lindo, mas precisava mudar, por que o tempo? "O tempo não para"...

3 comentários:

marizé disse...

Prefiro não comentar =D

Alda disse...

Menina, eu tenho uma super montagem tipo essa tua, com as imagens do tempo do Bumba. Tb. já escrevi sobre os anos 80 no meu antigo flogão! hahaha

eiê, nem parece que tu és de 82! fica quieta e ngm vai reparar! kkk

James disse...

Eu quase chorei lendo esse texto :D

Postar um comentário

Metendo o bedelho onde foi chamado.