22 de junho de 2008

Tchau. Tô indo. Fui!



Tchau!
Estou de partida. Por favor, não tente me impedir.
Aqui não há lugar pra mim! Sinto-me mal, sufocada, entediada. A depressão parece querer me abraçar.
Meu grito de socorro está entalado na garganta e eu preciso soltá-lo para que alguém me ouça e venha me ajudar.

Tô indo!
Eu abro mão. Tô mesmo “jogando a toalha”. Não vou mais insistir em algo que até aqui não funcionou! Já dei muitos “murros em pontas de faca”, está na hora de acertar. Minhas mãos precisam soltar aquilo que insisto em prender. Meus olhos precisam enfim enxergar aquilo que nunca quis ver. Meus pés precisam encontrar o caminho e rumo a ele correr. Afinal, há um lugar onde eu preciso chegar.

Não! Esse não é o fim da linha! Se até aqui deixei essa impressão. Aqui é o inicio de tudo. Vou até fazer uma festa, com amigos e uma rodinha de violão! O que há para comemorar? Você deve estar se perguntando.

É que hoje enfim me livrei de mim. Tô abrindo mão dos meus antigos medos, minhas antigas paixões, meus “pecados de estimação”. Tô caindo fora. Quero tudo novo. Tô indo embora de mim. Fui!

6 comentários:

Marizé Vieira disse...

"Meus antigos medos, minhas antigas paixões, meus “pecados de estimação”, abandono-os todos nas mãos de quem sabe o que fazer com eles."

amém

"Vou até fazer uma festa, com brindes, amigos e uma rodinha de violão!"

vou cobrar!
todo dia!

• A l i n e x) disse...

Amei esse texto!
Essa necessidade de se libertar de medos, de coisas que trazemos conosco involuntariamente...
Ficou lindo
Beeijos ;*

Anneca disse...

Querida, sempre estamos deixando algo de nós pra trás, e descobrindo coisas novas dentro de nós! C´est la vie! Amadurecer... =) Bjos!!!

Luisa disse...

Achei seu blog pelo Quizás e resolvi comentar.
Primeiro que vc é do MA que nem eu! Segundo que eu adorei seu texto!

beeijos

Anamaria Zanatta disse...

as vezes a gente precisa se livrar de certas coisas pra conseguir outras, e é assim que se cresce e que se acaba conhecendo a si mesmo...ou seja, toda mudança trás algo bom, mesmo que no começo seja complicado!

adorei o texo ;)

• A l i n e x) disse...

Eu gosto bastantão daqui também!
:D

Beeijos ;*

Postar um comentário

Metendo o bedelho onde foi chamado.